TRE rejeita recursos de Anthony e Rosinha Garotinho

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) manteve hoje a decisão de deixar o casal Anthony e Rosinha Garotinho inelegíveis até 2011, após julgar os embargos interpostos que buscavam modificar a decisão do colegiado do próprio tribunal, que os tornou inelegíveis e cassou o mandato de Rosinha, prefeita de Campos dos Goytacazes (RJ), em maio deste ano.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

28 Junho 2010 | 12h42

Os embargos de declaração de Anthony e Rosinha Garotinho foram julgados na manhã de hoje, no Rio. O julgamento foi antecipado para evitar possíveis prejuízos aos candidatos, uma vez que o prazo das convenções partidárias se encerra na quarta-feira, segundo o TRE.

Em decisão de maio deste ano, Garotinho foi considerado inelegível por abuso de poder econômico e uso indevido de meios de comunicação social nas eleições de 2008. O TRE fluminense também cassou o mandato de Rosinha por abuso do poder econômico. O TRE entendeu que ela teria sido beneficiada por publicações e por programas favoráveis na rádio O Diário. A decisão tornou inelegíveis a prefeita, seu marido e mais três radialistas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.