TRE proíbe Garotinho de divulgar revista

O juiz eleitoral Alexandre Chini Neto proibiu nesta terça-feira, 18, em decisão liminar, o deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ), pré-candidato ao governo do Rio, de divulgar uma revista apontada como propaganda eleitoral antecipada pela Procuradoria Regional Eleitoral (PRE). Está prevista multa diária de R$ 5 mil, caso a publicação seja distribuída ou exibida, inclusive na internet.

Agência Estado

18 de fevereiro de 2014 | 19h57

Declarações de Garotinho como "vou estar preparado para tirar novamente o Estado do Rio da falência", têm, segundo o magistrado, "evidente cunho eleitoreiro". O ex-governador já foi denunciado nove vezes pela PRE sob acusação de fazer propaganda eleitoral antecipada. O prazo legal para início de campanha é 5 de julho.

Tudo o que sabemos sobre:
TREGarotinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.