TRE pede retirada de propaganda com ataques a Tarso

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul decidiu na manhã desta quinta-feira mandar retirar do ar inserções usadas pelo PMDB com ataques considerados pessoais ao governador Tarso Genro, candidato à reeleição no Estado. Nas propagandas, a coligação do opositor José Ivo Sartori (PMDB) usava termos como "desequilibrado", "mentiroso", "fanático", "manipulador" e "alucinado" para se referir ao governador. Ainda será analisado o direito de resposta pedido pelo PT.

LISANDRA PARAGUASSU, ENVIADA ESPECIAL, Estadão Conteúdo

23 de outubro de 2014 | 13h31

Na sua decisão, a juíza Liselena Ribeiro considerou que a propaganda continha ataques de natureza pessoal e a ação do TRE era "necessária para tornar o debate mais respeitoso e produtivo para os cidadãos gaúchos".

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesRSTREpropagandaTarso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.