TRE: nenhuma urna precisou ser substituída em Roraima

Até as 14 horas de hoje (horário local, atrasado duas horas em relação a Brasília), nenhuma urna eletrônica precisou ser trocada em Roraima. Segundo o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Ricardo Oliveira, esta foi a primeira vez na história do Estado em que não houve a necessidade de substituição em uma eleição.

LOIDE GOMES, Agência Estado

31 de outubro de 2010 | 16h20

São 1.213 urnas para atender 15 municípios roraimenses, das quais 320 são reservas. O Estado tem 893 seções eleitorais distribuídas em 281 pontos de votação. A votação em duas seções, a 458, que funciona no Instituto Federal de Roraima e pertence à 1ª Zona Eleitoral, e a 173, instalada na escola Wanda David Aguiar, na 5ª Zona Eleitoral, ambas localizadas no município de Boa Vista, estão sendo auditadas pelo TRE.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.