TRE-MS mantém cassação de prefeito

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), manteve a decisão do juiz eleitoral Odemilson Robert Castro, cassando o mandado do prefeito reeleito de Ribas do Rio Pardo, no leste do Estado e a 45 quilômetros de Campo Grande, José Domingues Ramos, 43 anos (PSDB), o Zé Cabelo. A decisão foi adotada ontem à noite, na última seção deste mês, quando quatro dos cinco desembargadores, optaram pela cassação. O processo foi instaurado logo após as eleições de outubro do ano passado, quando o ex-prefeito daquela cidade, João Miero Frosi (PFL), denunciou na Justiça Eleitoral que Zé Cabelo comprou votos para ser reeleito. Foram apontados dois casos considerados autênticos pelas autoridades, um deles o pagamento de R$ 70,00 pelo voto de um eleitor.O outro caso mais contundente trata-se da compra de passagens para que eleitores de cidades vizinhas a Ribas do Rio Pardo, pudessem deixar os locais de origem e votar em Zé Cabelo. O município possui 8 mil eleitores, dos quais 4.500 votaram no prefeito recém cassado. Ele afirmou que não deixará a prefeitura, antes da decisão do Superior Tribunal Eleitoral, para onde enviou hoje contestação contra a sentença do TRE-MS.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.