TRE envia ao MPE certidão de cassação do mandato de Arruda

Com o fim do processo, ficam confirmadas a cassação do mandato e a perda do foro privilegiado

Agência Brasil

24 de março de 2010 | 15h32

O Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF) enviou nesta quarta-feira, 24, ao Ministério Público Eleitoral a confirmação da cassação do mandato do governador José Roberto Arruda, que está preso desde fevereiro na Superintendência da Polícia Federal. A certidão de "trânsito em julgado" do processo de perda de mandado de Arruda foi enviada no fim da manhã e, com isso, o processo está concluído.

 

Veja também:

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gifConselho prepara intervenção para investigar chefe do Ministério Público

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gifCâmara do DF convoca suplente que está preso

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gifGurgel defende manutenção de prisão de Arruda

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gifEmpresário falta a depoimento na CPI da Corrupção no DF

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/blog_azul.gifBosco: Falta isenção para evitar a intervenção no DF

 

Com o fim do processo, ficam confirmadas a cassação do mandato e a perda do foro privilegiado. Arruda poderá, então, ser transferido da Polícia Federal para o Complexo Penitenciário da Papuda.

 

Ele está preso por envolvimento na acusação de tentativa de suborno de uma das testemunhas de um suposto esquema de corrupção envolvendo deputados distritais e assessores do governo do Distrito Federal. O mandato de Arruda foi cassado pelo TRE-DF na semana passada e o prazo para a defesa recorrer da decisão venceu na última terça-feira, 23.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.