TRE do PR rejeita ação e mantém candidatura de Gleisi

Tribunal Regional Eleitoral do Paraná permite que ex-chefe da Casa Civil participe da eleição

DANIEL GALVÃO, Estadão Conteúdo

31 de julho de 2014 | 22h01

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) rejeitou, por unanimidade, nesta quinta-feira, 31, uma ação de impugnação à candidatura da ex-chefe da Casa Civil Gleisi Hoffman ao governo do Estado. Com isso, o TRE-PR concedeu o registro a Gleisi, candidata da Coligação Paraná Olhando Pra Frente (PT-PDT-PCdoB-PRB-PTN).

A ação havia sido protocolada pelo candidato a governador do Paraná Ogier Buchi e pelo partido dele, o PRP. Buchi e a legenda tinham alegado que um encontro no dia 2 para a definição do candidato a vice-governador da chapa, Haroldo Ferreira (PDT), havia sido realizado fora do prazo previsto em lei para as convenções, que foi até o dia 30.

De acordo com o relator da ação, Josafá Antonio Lemes, com base em deliberações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), "as convenções partidárias podem delegar, parcial ou integralmente, a deliberação de formação de coligação ou até mesmo escolha de candidatos para as comissões executivas dos partidos, desde que respeitado o prazo-limite para registro de candidaturas, ou seja, 5 de julho de 2014".

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesParanáGleisi Hoffmann

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.