TRE desaprova contas do PRP em São Paulo

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) desaprovou na terça-feira, 4, a prestação de contas do diretório estadual do Partido Republicano Progressista (PRP) referente ao exercício de 2010. Cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

MARCELO GALLI, Agência Estado

05 Junho 2013 | 20h09

"O partido não apresentou guias de recolhimento da Previdência Social e, entre outras irregularidades consideradas graves, não comprovou adequadamente algumas despesas e doações. A agremiação também deixou de apresentar contrato de locação (ou aditamento) da sede do diretório", informou em comunicado nesta quarta-feira o TRE-SP.

Os juízes, por unanimidade, determinaram ainda a suspensão, por um mês, do repasse de cotas do fundo partidário e o recolhimento de R$ 5.347,80, relativos aos recursos de origem não comprovada..

Mais conteúdo sobre:
TREcontasPRP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.