TRE desaprova contas do PRP em São Paulo

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) desaprovou na terça-feira, 4, a prestação de contas do diretório estadual do Partido Republicano Progressista (PRP) referente ao exercício de 2010. Cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

MARCELO GALLI, Agência Estado

05 de junho de 2013 | 20h09

"O partido não apresentou guias de recolhimento da Previdência Social e, entre outras irregularidades consideradas graves, não comprovou adequadamente algumas despesas e doações. A agremiação também deixou de apresentar contrato de locação (ou aditamento) da sede do diretório", informou em comunicado nesta quarta-feira o TRE-SP.

Os juízes, por unanimidade, determinaram ainda a suspensão, por um mês, do repasse de cotas do fundo partidário e o recolhimento de R$ 5.347,80, relativos aos recursos de origem não comprovada..

Tudo o que sabemos sobre:
TREcontasPRP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.