TRE decide que Campinas-SP terá eleições indiretas

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) decidiu hoje que o prefeito de Campinas até o fim deste mandato, em dezembro, será escolhido por meio de eleição indireta, isto é, pelos votos dos 33 vereadores. As eleições indiretas foram marcadas para 22 de março anteriormente. O PT, partido do prefeito cassado Demétrio Vilagra, pediu a revisão do formato e o TRE suspendeu o pleito no início de fevereiro em caráter liminar.

TATIANA FAVARO, Agência Estado

16 de fevereiro de 2012 | 19h47

Para o tribunal, a decisão do formato das eleições deveria ficar a cargo da Justiça Eleitoral e não da Câmara de Vereadores. A data da eleição indireta ainda será definida por uma comissão e, segundo a Câmara de Campinas, a posse do novo prefeito deverá ocorrer até julho.

Atualmente, a Prefeitura de Campinas está sob o comando do ex-presidente da Câmara Pedro Serafim (PDT). Ele assumiu o cargo após o prefeito Hélio de Oliveira Santos (PDT) e seu vice Demétrio Vilagra deixarem a prefeitura após sofrerem processos de impeachment aprovados pela Câmara, em agosto e dezembro, respectivamente.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesCampinasTRE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.