TRE de Minas indica que irá aprovar contas de Aécio

O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) indicou que irá aprovar as contas de campanha do governador reeleito Aécio Neves (PSDB). Na quinta-feira, o TRE aprovou as prestações de contas de candidatos eleitos para a Câmara dos Deputados e Assembléia Legislativa, além de Eliseu Resende (PFL), que conquistou uma vaga no Senado. Todos receberam recursos da Caemi Mineração e Metalurgia, cujo capital é controlado pela Companhia Vale do Rio Doce, concessionária de serviço público. A decisão abriu jurisprudência para o julgamento de outras contas, entre elas a de Aécio, que recebeu doação de R$ 1 milhão da Urucum Mineração, também controlada pela Vale. Quatro dos sete juízes que compõem a Corte do TRE decidiram contra os pareceres técnicos do tribunal e concluíram que não houve irregularidade nas doações financeiras. O procurador eleitoral, José Jairo Gomes, poderá recorrer. Com as contas rejeitadas, os eleitos correm o risco de não serem diplomados ou de perda do mandato. A prestação de Aécio ainda não foi a julgamento, o que poderá ocorrer no domingo.

Agencia Estado,

08 Dezembro 2006 | 20h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.