TRE cassa diploma de suplente de deputado

O Tribunal Regional Eleitoral cassou, por unanimidade, o diploma do suplente de deputado Fernando Netto Lorenzi. Candidato pelo PMDB nas eleições de 2006, ele foi acusado de captação e gastos ilícitos de recursos. Segundo a denúncia, ele não prestou contas de despesas com material gráfico. Os gastos não declarados chegam a R$ 48 mil. Em sua defesa, Lorenzi disse que não declarou os gastos porque "o serviço não foi pago" até agora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.