TRE barra primeira candidatura por Ficha Limpa no CE

Com base na nova Lei da Ficha Limpa, o Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) negou o registro da candidatura à reeleição do deputado estadual Sineval Roque (PSB). A impugnação, interposta pelo ministério Público Eleitoral, foi fundamentada em decisões do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que julgou desaprovadas as contas de gestão do candidato, quando prefeito da cidade cearense de Antonina do Norte. De acordo com o TCM, Sineval Roque havia contratado servidores municipais sem realizar concurso público. O registro dele foi o primeiro a ser negado, no Ceará, com a vigência da Lei da Ficha Limpa.

CARMEN POMPEU, Agência Estado

28 Julho 2010 | 20h29

Na sessão de hoje, foram rejeitadas também várias candidaturas por falta de documentação. Dentre as quais, as de vários políticos já conhecidos como o deputado federal Léo Alcântara (PR), filho do candidato ao governo Lúcio Alcântara (PR). Léo pretendia candidatar-se a deputado estadual, mas, antes mesmo de ter o registro indeferido, ele já havia comunicado a desistência. O TRE-CE tem até o dia 5 de agosto para julgar um total de 42 pedidos de impugnação sugeridos pelo Ministério Público Eleitoral.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.