TRE adia decisão que pode levar ministro a perda do mandato

Alfredo Nascimento é acusado de abuso do poder econômico e caixa dois na campanha ao Senado em 2006

10 de setembro de 2007 | 16h50

O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) adiou para esta terça-feira, 11, a decisão sobre a cassação do mandato de Alfredo Nascimento, senador licenciado e atual ministro dos Transportes, segundo informações da rádio CBN. A decisão foi adiada porque o desembargador Ary Jorge Coutinho pediu vistas do processo. Antes do pedido de vistas, o relator do caso no TRE votou pela não-cassação de Alfredo Nascimento.  Nascimento é acusado de abuso do poder econômico e uso de caixa dois nas eleições de 2006. O Ministério Público, na acusação, afirma que o então candidato usou CNPJ falso na campanha ao Senado e que despesas com cartazes também não constam da prestação de contas à Justiça Eleitoral.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.