TRE-AC invalida apreensão em comitê de Jorge Viana

A apreensão de computadores no comitê de campanha de Jorge Viana (PT) pela Polícia Federal (PF) às vésperas das eleições foi anulada ontem pelo Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC). A busca dos computadores e cópia do conteúdo baseou-se apenas em denúncia anônima, o que foi considerado ilegal pela corte. Os computadores já foram devolvidos e a cópia feita pela PF dos dados armazenados nas máquinas será destruída.

FELIPE RECONDO, Agência Estado

25 de novembro de 2010 | 19h19

A decisão reforça o debate sobre a utilidade das denúncias anônimas para investigações promovidas pelo Judiciário, Ministério Público (MP) e PF. Desde o início das investigações, o próprio Jorge Viana afirmava que a investigação era ilegal. "É possível que pessoas que deveriam guardar a Constituição e as leis possam estar agindo ao arrepio de ambas. Mas este é um assunto para a Justiça", afirmava. A denúncia feita à Justiça Eleitoral apontava indícios de compra de votos na campanha do petista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.