"Trazer Rosinha e Garotinho é sarna para se coçar", diz Brizola

O presidente do PDT, Leonel Brizola, disse que o partido não tem "nenhum entusiasmo" com a possibilidade de a governadora do Rio de Janeiro, Rosinha Matheus, e seu marido, o ex-governador e atual secretário de Segurança Pública do Estado, Anthony Garotinho, se filiarem à legenda. "Muitos consideram que trazer os dois para o PDT é sarna para se coçar. Eu concordo", disse Brizola. Segundo ele, da primeira vez, quando Garotinho chegou de "calça-curta", o PDT o tratou a "pão-de-ló" e Garotinho traiu o partido. Segundo Brizola, o PDT não nega o direito dos dois de quererem ir para a legenda, porque respeita os direitos. Mas para isso terão que entrar no fim da fila.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.