Transplantado em SP pâncreas doado por menino

Foi transplantado no início da noite desta quarta, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, um pâncreas doado por um menino de 11 anos que teve morte encefálica causada por traumatismo craniano. O garoto, que não teve o nome divulgado, estava internado no Hospital Municipal de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, e teve o órgão retirado durante a manhã desta quarta pela equipe do cirurgião Marcelo Perosa Miranda, a mesma que se encarregou de fazer o transplante. O pâncreas, acondicionado em uma caixa de isopor, foi levado de helicóptero para o Hospital das Clínicas, na zona oeste da capital, onde depois de ser avaliado pela Central de Transplantes foi encaminhado para o receptor ? o primeiro dos quatro que aguardavam por uma doação na fila de espera da Secretaria do Estado da Saúde. A família do menino de São José dos Campos permitiu ainda que os rins, o fígado, o coração e as córneas fossem doados. Segundo o médico Luiz Augusto Pereira, coordenador da Central de Captação de Órgãos, apenas o coração não será aproveitado porque o órgão apresentou instabilidade de pressão arterial durante os exames. O fígado foi recebido por um paciente do Hospital da Unicamp, em Campinas, e os rins e córneas também devem ser destinados a pacientes da região. Tudo depende da compatibilidade dos que estão nas filas aguardando um transplante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.