Transpetro será punida por vazamento de óleo no Rio

A Transpetro, subsidiária da Petrobraspara a área de transporte, ainda não recebeu a notificação demulta de R$ 1,25 milhão pelo vazamento de óleo na Baía de IlhaGrande, litoral Sul do Estado, e preferiu não comentar sepagaria ou recorreria da punição. Ontem, a Comissão Estadualde Controle Ambiental (Ceca) anunciou que puniria a empresapelos danos ambientais causados pelo derramamento de óleo. O acidente ocorreu no dia 15 e foi provocado por umincêndio no Terminal Marítimo Maximiniano da Fonseca, em Angrados Reis. Segundo o laudo da Federação Estadual de Engenharia doMeio Ambiente (Feema), o vazamento foi de 498 litros de óleo, enão de apenas 36 litros, conforme havia anunciado a empresa. É o segundo vazamento provocado no terminal da Petrobrasem Angra nos últimos quatro meses - nenhum deles, porém, degrandes proporções. O terminal movimenta cerca de 23 navios pormês, carregados de óleo e derivados. Em 2000, a empresa foiresponsável por dois grandes derramamentos de óleo, um deles naBaía de Guanabara, no Rio, e outro no Rio Iguaçu, no Paraná.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.