Adriano Machado/Reuters
Adriano Machado/Reuters

'Transição é trocar a roda com o carro andando', diz Onyx Lorenzoni

O deputado afirmou que Sérgio Moro indicará na quarta-feira os primeiros nomes de seus auxiliares na transição

Felipe Frazão, O Estado de S.Paulo

06 Novembro 2018 | 23h06

BRASÍLIA - O ministro Onyx Lorenzoni, deputado pelo DEM gaúcho e futuro titular da Casa Civil, pediu paciência com a transição do governo Michel Temer para Jair Bolsonaro.

"Transição é trocar a roda com o carro andando. É complexo. A gente pede paciência", disse ele após deixar a reunião no apartamento funcional do presidente eleito.

Onyx disse que o juiz Sérgio Moro, futuro ministro da Justiça, indicará na quarta-feira, 7, em reunião com Bolsonaro em Brasília, os primeiros nomes de seus auxiliares na transição.

Onyx Lorenzoni rebateu ainda crítica das centrais sindicais ao possível fim do ministério do Trabalho. Ele informou que o presidente eleito estuda ainda dois desenhos de governo, com 16 ou 17 pastas. "Se dependesse das centrais sindicais brasileiras, o deputado Bolsonaro não era presidente. Vamos fazer o que é melhor para o Brasil", rebateu Lorenzoni.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.