Transgênicos: Produtores de sola defendem uso de biotecnologia nacional

O presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja), Iwao Miyamoto, divulgou há pouco um documento elaborado por produtores de sementes que participam de evento do setor na serra gaúcha, em Gramado. A "Carta de Gramado " defende o uso de biotecnologia no Brasil, mas condena o contrabando e a ilegalidade. Segundo o documento, o Brasil dispõe de sementes transgênicas de soja legalizadas e seguras para o cultivo comercial. Os autores pedem uma solução definitiva para a questão, afirmando que medidas provisórias tendem a privilegiar a ilegalidade, cuja conseqüência última será enfraquecer ou mesmo desmontar os sistemas de pesquisa públicos e privados no Brasil. Veja a íntegra da carta na edição de O Estado

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.