Transgênicos: legislação atual atrapalha a pesquisa

A atual legislação brasileira dificulta a pesquisa com organismos geneticamente modificados, aponta relatório do deputado Nelson Proença (PPS-RS), relator da subcomissão especial dos transgênicos da Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados. Os pesquisadores reclamam, segundo ele, que levam de dois a três anos para conseguir uma licença para fazer testes de campo ou testes em casa vegetal, pois o governo demora a tomar uma decisão sobre os pedidos de licenciamento. ?É muito tempo. Os pesquisadores temem que o novo Projeto de Lei de Biossegurança dificulte ainda mais a pesquisa com organismos geneticamente modificados caso seja mantida a proposta de distribuir entre vários colegiados as decisões sobre biotecnologia?, completou. Para fazer seu relatório, Proença visitou instalações da Embrapa, da Fiocruz e de empresas de biotecnologia e enviou questionários a 85 instituições de pesquisas. O relatório de Proença será votado amanhã pelos parlamentares que compõem a Comissão de Ciência e Tecnologia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.