Tramitação de relatório no Senado pode ser lenta

O presidente do Conselho de Ética,senador Ramez Tebet (PMDB-MS), vai procurar os integrantes daMesa-Diretora do Senado, na próxima quarta-feira, para definir atramitação do relatório do senador Roberto Saturnino (PSB-RJ)sobre a violação do painel eletrônico do Senado, depois devotado pelos 15 integrantes do Conselho. O vice-presidente doSenado, Edison Lobão (PFL-MA), defendeu hoje que, depois devotado - qualquer que seja a penalidade - o relatório terá deser acatado ou não pela Mesa do Senado antes de iniciar oprocesso.m caso de a conclusão ser pela punição, o processoretornará ao Conselho de Ética e, em seguida, à Comissão deConstituição e Justica (CCJ) antes do julgamento final peloplenário do Senado. Na hipótese de o Conselho não recomendarpunição, a denúncia é arquivada. Mas há setores do Congresso,sobretudo dentro do PPS e PT, que querem fazer um atalho, ouseja, que o processo não retorne ao Conselho de Ética em caso depunição. Mas que siga diretamente da Mesa para a CCJ. Pelosprognósticos de Lobão, serão necessários pelo menos dois mesespara concluir o rito, se realmente forem abertos novos prazos noConselho de Ética para a defesa dos acusados. Diante disso, ossenadores acusados ainda têm tempo até a abertura do processopara decidirem ou não pela renúncia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.