Trabalhadores rurais ocupam sede do Incra Nacional

Segundo a Contag, objetivo da manifestação é sensibilizar Executivo e Legislativo pela reforma agrária

Agência Brasil,

26 de novembro de 2007 | 21h16

Mais de 300 trabalhadores ligados à Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) e à Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg) ocuparam nesta segunda-feira, 26, a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Brasília. Os manifestantes impediram a entrada de pessoas no prédio. Eles queriam ser atendidos pelo presidente do Incra, Rolf Hackbart. O diretor de Política Agrária da Contag, Paulo Caralo, informou que o objetivo da manifestação é sensibilizar o Executivo e o Legislativo sobre a importância da reforma agrária para o desenvolvimento do País. Segundo o dirigente da Contag, os trabalhadores pedem agilidade no cumprimento dos decretos de desapropriação de terras, principalmente em áreas de conflito; melhor infra-estrutura nos assentamentos, como água, luz, estradas; linhas de crédito específicas e liberação de recursos; assistência técnica; mais acesso ao Setor de Conflitos Agrários do Incra; entre outras."Queremos que o Ministério do Desenvolvimento Agrário e a presidência do Incra nos recebam para que possamos avançar essa pauta e que atendam as reivindicações dos trabalhadores". A Contag informou que na semana passada os trabalhadores já tinham ocupado a sede do Incra Regional de Minas Gerais.

Tudo o que sabemos sobre:
reforma agráriaIncra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.