Trabalhadores rurais ocupam sede do Incra em Recife

Cerca de 500 integrantes do Movimento Terra Trabalho e Liberdade (MTL) ocuparam, nesta terça-feira, a sede do Incra em Recife por oito horas, para pressionar pelo atendimento de uma pauta de reivindicações que inclui vistoria de áreas ocupadas e reestruturação de assentamentos.Em Vicência, na Zona da Mata Norte, a 110 quilômetros da capital pernambucana, trabalhadores rurais ligados ao Movimento dos Sem-terra (MST) bloquearam a BR-408 em protesto pela falta de transporte escolar das crianças de assentamentos e acampamentos da região.O bloqueio, feito com barricada de pneus, foi realizado pela manhã e durou quatro horas. O MST informou que mil pessoas participaram da manifestação. Para a Polícia Rodoviária Federal, este número era de 100.Josias de Barros Ferreira, um dos organizadores do bloqueio, disse que o MST tem 12 assentamentos e acampamentos em Vicência, reunindo 985 famílias. Ele frisou que as crianças que vivem nesses locais não têm como freqüentar a escola devido às longas distâncias, que chegam até a 30 quilômetros.Depois de liberar a rodovia, eles foram até a Prefeitura, mas não foram recebidos porque a prefeita Eva Andrade Lima (PMDB) estava fora. Eles prometeram fechar as entradas da cidade caso nenhuma providência seja tomada até a próxima sexta-feira. Criado em agosto do ano passado, o MTL é a unificação de três movimentos - Movimento da Luta Socialista (MLS), MLST de Luta (dissidência do movimento pela liberdade dos sem-terra) e Movimento dos Trabalhadores (MT).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.