Trabalhadores rurais indicaram equipe para reforma agrária

A equipe que comandará a reforma agrária no governo Lula será formada por quatro técnicos indicados por movimentos de trabalhadores rurais ligados ao PT, como o Movimento dos Sem-Terra(MST), a Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura (Contag) e a CUT-rural.O presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) será o geógrafo Marcelo Resende, que tem relações com a Comissão Pastoral da Terra (CPT) e comandou o Instituto da Terra de Minas Gerais no governo Itamar Franco.De acordo com ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, o Incra deveráter seu papel fortalecido na atual gestão. Um dos estudos recentes concluídos peloinstituto e que deverá ser encampado pelo ministro é o que revisa os índices utilizadospara medir a produtividade das terras no País com fins de desapropriação. Esses índicesnão mudam desde 1973.Indicado pelo PT para integrar o governo Itamar, em 1999, Resende organizou oInstituto da Terra, uma autarquia responsável pela regularização fundiária de terraspúblicas e devolutas, pelo apoio a assentamentos e pela intermediação de conflitos nocampo. ?Entregamos oito mil títulos de terras e gastamos R$ 6 milhões com programasde segurança alimentar, eletrificação e agroindustrialização de produtos dosassentamentos?, afirma o novo presidente do Incra.Seu nome foi aprovado pelos líderes do MST, que vêem nele alguém comprometido com a causa da reforma agrária. ?A indicação do Marcelo Resende foi muito importante. Ele tem um compromisso grande com a reforma agrária e sempre se posicionou contra o mercado da terra?, afirmou a deputada Luci Choinacki (PT-SC), referindo-se ao Banco da Terra, criado no governo Fernando Henrique Cardoso para financiar a compra deterras pelos agricultores.Na Secretaria de Agricultura Familiar, assumirá o paranaense Valter Bianchini, ligado aosetor rural da CUT. A Contag emplacou dois nomes na equipe de Rossetto: Eugênio Peixoto, na Secretaria de Reforma Agrária, e Humberto Oliveira, na Secretaria do Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável, uma secretaria voltada especialmente para o Nordeste.Veja o índice de notícias sobre o Governo Lula-Os primeiros 100 dias e os ministérios

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.