Trabalhadores fazem novos protestos contra projeto da terceirização

Trabalhadores fazem novos protestos nesta quarta-feira, 22, contra a aprovação do projeto que regulamente a terceirização no País. Durante a tarde, a Câmara dos Deputados retomará a votação da lei.

Estadão Conteúdo

22 Abril 2015 | 10h53

Em Porto Alegre, as manifestações ocorreram no setor de embarque do Aeroporto Salgado Filho. Isso porquê, pela manhã, os deputados estaduais estavam lá para embarcar para Brasília e participar da sessão da votação da terceirização. A "vigília", como foi chamada pela CUT do Rio Grande do Sul, começou às 5 horas.

Em Brasília, também houve protesto no aeroporto. Os manifestantes se dividiram no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek. No protesto promovido pela CUT, o pedido foi para os deputados votarem contra o PL 4330; no realizado pela FIESP, manifestantes pediram votação a favor.

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) se reúne para definir quais ações extras serão tomadas, mas segundo a assessoria de imprensa da CUT nacional, protestos devem ser realizados em Brasília desde o início da votação, prevista para às 14 horas.

Na última quarta-feira, 15, chamada de "Dia Nacional de Paralisação Contra o PL 4330", diversos sindicatos e centrais sindicais mobilizaram trabalhadores em atos que se espalharam por 23 Estados brasileiros.

Mais conteúdo sobre:
PL 4330câmaravotaçãoprotesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.