Todos têm que obedecer a lei para viver na democracia, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou hoje que não ganhou as eleições para acabar com as tensões e com as reivindicações, numa referência ao aumento das invasões de terra, prédios e terrenos. "Pelo contrário, queremos lidar com elas da forma mais democrática possível", reiterou. Lula deixou claro que é muito importante obedecer as regras do jogo democrático e cumprir a lei. "É importante saber que a lei existe para o presidente da República, para o fazendeiro, para o juiz, para o sem-terra, para o sem-teto e para o sindicalista. E todos nós temos de obedecer, se quisermos viver tranquilamente na democracia", completou.O presidente reconheceu que os problemas sociais que estão ocorrendo no País são sérios e precisam ser resolvidos. Segundo ele, as lideranças desses movimentos têm consciência da gravidade política e da situação econômica do Brasil. "É normal que exista tensão e é normal também que o governo saiba se comportar para poder atuar", considerou.Lula falou, também, da necessidade de realizar os assentamentos. E garantiu que seu governo está preocupado com essa questão. "Vamos tentar arrumar o dinheiro possível para fazer os assentamentos possíveis."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.