TJ nega habeas corpus para sócios de empresa investigada

A 15ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo negou ontem o pedido de habeas corpus feito pela defesa dos empresários Marcos Agostinho Paioli Cardoso e Renato Pereira Júnior, sócios na Home Care Medical Ltda. Em 11 de novembro, o relator do recurso, desembargador Roberto Mortari, já havia indeferido o pedido de liminar sob a alegação de que somente o encarceramento dos réus "seria capaz de obstar o prosseguimento das atividades ilícitas até então desenvolvidas, geradoras de grande prejuízo para os cofres públicos".O criminalista Roberto Podval, defensor da empresa, já recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.