TJ nega habeas corpus a deputado preso

A presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, Elizabeth Carvalho, negou habeas corpus ao deputado estadual afastado Cícero Ferro (PMN), preso na sede da Polícia Federal em Maceió desde sexta-feira. Supostamente envolvido no desvio de R$ 300 milhões da Assembleia, Ferro teve a prisão determinada pela 17ª Vara Criminal, sob acusação de ter mandado matar em 2006 o vereador Fernando Aldo, ex-presidente da Câmara de Delmiro Gouveia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.