TJ liberta vereador acusado de propina

O Tribunal de Justiça concedeu habeas corpus a um dos 5 vereadores de Igarapava presos por concussão (crime em que servidor público exige dinheiro no exercício de suas funções) e formação de quadrilha. Roberto Silveira (PSDB) foi libertado na noite de quarta-feira. Ele e outros 4 colegas foram presos, exigindo propina do prefeito Francisco Tadeu Molina (PSDB) para aprovar projetos do Executivo. Silveira poderá reassumir o cargo na Câmara na sessão de segunda-feira, que seria marcada pela posse de 5 suplentes. Os outros poderão reassumir o cargo se também forem libertados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.