TJ anula eleição na Câmara de Dourados-MS

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS) cancelou a eleição para a presidência da Câmara Municipal de Dourados. No pleito, realizado no último dia 11, o vereador Idenor Machado (DEM) foi eleito presidente da Casa, mas com a decisão do TJ fica valendo a composição de setembro do ano passado, quando toda a Mesa Diretora pediu renúncia dos cargos.

JOÃO NAVES DE OLIVEIRA, Agência Estado

22 de fevereiro de 2011 | 13h19

As renúncias foram consequência do envolvimento de 11 dos 12 vereadores em um esquema de corrupção. O prefeito da época, Ari Artuzi, também renunciou ao cargo. Ele foi substituído pela vereadora Delia Razuk (PMDB), única que não foi indiciada pela Polícia Federal no escândalo.

Delia entrou com pedido de liminar e conseguiu cancelar a eleição para a presidência da Câmara. Amanhã ela volta a chefiar a Casa, logo após a posse do novo prefeito Murilo Zauith (DEM). Ele foi eleito no último dia 6 para um mandato tampão de dois ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.