Tiririca nos escolheu porque damos boas ideias, diz amigo e humorista

José Américo Niccolini, que faz o personagem Dapena na TV, justifica contratação dele e do colega Ivan Oliveira pelo deputado e afirma: 'somos super honestos'

Leandro Colon, de O Estado de S. Paulo

31 de março de 2011 | 23h10

BRASÍLIA - Em entrevista ao Estado, o humorista José Américo Niccolini, que faz o personagem Dapena na televisão, alega que a contratação dele e do colega Ivan Oliveira serve para ajudar o deputado Tiririca (PR-SP) com "ideias". "A gente dá várias ideias para outras pessoas do gabinete, que as filtram".

 

Vocês trabalham num escritório do deputado Tiririca em São Paulo?

A gente tem nosso escritório do Café com Bobagem. O Tiririca ainda não tem escritório. Ele está numa correria muito louca.

 

Por que vocês foram contratados para serem assessores na Câmara?

Ele escolheu a gente porque ajudamos na campanha, só por isso. Porque acredita que podemos dar boas ideias.

 

Que tipo de serviço vocês prestam como assessores?

A gente é bom para dar ideias. E a gente dá várias ideias para outras pessoas do gabinete, que as filtram. Vamos fazer muitas coisas diferentes. A gente o representa em eventos também.

 

Quais eventos vocês já foram?

A gente já foi em duas reuniões do PR e encontramos o Tiririca sempre em São Paulo. Está tudo muito no começo. É uma novidade para todo mundo. O Tiririca é o cara que menos faltou até hoje na Câmara.

 

Já tem alguma coisa no papel?

No papel já tivemos várias ideias que vão virar projetos.

 

Poderia dar exemplo de uma ideia de vocês?

Todos os circos quando chegam numa cidade, o governo e a prefeitura poderiam bancar água, luz. É uma ideia que pode virar alguma coisa. Ele (Tiririca) sabe todas as dificuldades de um circo. Ele está com bastante cautela para fazer um negócio legal. Para quem nunca foi deputado, ele está dando um bom exemplo de que vai se dedicar bastante.

 

Vocês se conheceram no programa a Praça é Nossa?

Sim, há mais de dez anos.

 

Vocês que fizeram os slogans da campanha?

Sim. O diferente é que chama a atenção.

 

Quanto o PR pagou por esse serviço?

Dá 100 milhões de dólares para cada um, é pouquinho (segundo informações da Justiça Eleitoral, foram R$ 10 mil).

 

E qual sua avaliação sobre esses dois meses de mandato de Tiririca?

Você que tem que fazer essa avaliação. Só peço uma coisa para você: não ferre a gente porque somos super honestos. Não me sacaneie.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.