Tião Viana quer votar CPMF no dia 14 de dezembro

O presidente interino do Senado, Tião Viana (PT-SP), trabalha com a possibilidade de a emenda constitucional que prorroga até 2011 a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) ser votada em primeiro turno no Senado no dia 14 de dezembro, informaram senadores do PSDB com os quais Viana conversou sobre o cronograma hoje pela manhã.Os senadores, por sua vez, avaliam que a votação poderá demorar mais ainda. O líder do governo no Senado, senador Romero Jucá (PMDB-RR), no entanto, pretende votar a proposta entre os dias 7 e 11 de dezembro.Tião Viana disse há pouco que os líderes governistas estão mobilizando as bancadas para destrancar a pauta do plenário e, assim, iniciar a discussão sobre a emenda da CPMF. Pelo regimento, abre-se, antes da votação em primeiro turno de uma emenda, um prazo de cinco sessões para discussão. Como a pauta está trancada por três medidas provisórias, a emenda está parada.O governo dispõe de pouco tempo para votar a emenda, pois ela deixa de vigorar no dia 1º de janeiro, o que significa que, se a emenda renovando sua vigência não for aprovada até 31 de dezembro, não será possível reiniciar sua cobrança em 2008. O PSDB e o DEM (ex-PFL) informaram a Tião Viana que continuarão obstruindo as votações no plenário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.