Thomaz Bastos lança campanha de combate à pirataria

Os resultados de uma pesquisa sobre os hábitos de consumo da população brasileira relativos a produtos falsificados integram o segundo relatório de atividades elaborado pelo Conselho Nacional de Combate à Pirataria e Delitos contra a Propriedade Intelectual (CNCP), que será entregue hoje ao ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos. A pesquisa mostra, por exemplo, que a maioria dos compradores dos chamados produtos piratas é formada por jovens entre 15 e 24 anos. Durante a cerimônia de entrega do documento, que ocorre às 10h30, no ministério, será lançada oficialmente a campanha nacional "Pirata, tô fora! Só uso original". Com anúncios, outdoors, camisetas, bonés, buttons, adesivos e cartilhas, a campanha visa conscientizar a população sobre os efeitos maléficos que a pirataria e o contrabando causam à economia brasileira. Segundo a Radiobrás, participam do evento, além do ministro, o procurador-geral da República, Antônio Fernando Barros de Souza; o ministro do Superior Tribunal de Justiça, Gilson Dipp; o secretário-executivo do Ministério da Justiça, Luiz Paulo Barreto; a presidente da Frente Parlamentar de Combate à Pirataria, deputada Vanessa Graziotin; e o secretário-executivo do CNCP, Márcio Gonçalves.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.