Thomaz Bastos evita a imprensa no Rio

O ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, evitou dar entrevista coletiva nesta terça-feira no Rio de Janeiro. Ele saiu do gabinete da governadora Rosinha Garotinho (PMDB) por uma porta secundária, evitando assim os repórteres que o esperavam na ante-sala do Salão Verde do Palácio Guanabara para tentar fazer-lhe perguntas sobre a crise política. Thomaz Bastos participou da assinatura de termo de ajustamento de conduta para conclusão das obras de Bangu VI e da Casa de Custódia Federal, ambas no Complexo de Gericinó, na zona oeste da capital. A governadora também não deu entrevista. Somente fotógrafos puderam registrar a assinatura, que foi rápida.O ministro chegou ontem ao Rio. Além do encontro com Rosinha, cumpriu agenda não divulgada ontem. Mais cedo, esteve na quarta reunião do Comitê Interamericano Contra o Abuso de Drogas (Cicad), realizado no Hotel Luxor, em Ipanema. No início da tarde, retornaria a Brasília, segundo sua assessoria de imprensa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.