Teto salarial no Congresso será discutido após eleição

O governo aguarda a eleição dos novos presidentes da Câmara e do Senado para enfrentar o impasse da fixação do teto salarial único para os Três Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos munícipios. Sob nova onda de pressão dos governadores, o Palácio do Planalto começa a articular um novo encontro entre os chefes do Executivo, Legislativo e Judiciário para buscar, desta vez, uma solução definitiva para a falta de limite de remuneração - que dificulta o ajuste fiscal nos Estados. "O governo terá de rever esse assunto agora, pois a fixação de um teto salarial único é fundamental para o acerto de contas nos Estados", explicou o secretário-geral da Presidência, Aloysio Nunes Ferreira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.