Testemunhas de defesa da Operação Satiagraha depõem na 6ª

Ao todo, serão ouvidas, por carta ou pessoalmente, 20 testemunhas de Chicaroni, Dantas e Humberto Braz

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

19 de agosto de 2008 | 10h52

Quatro testemunhas de defesa de Hugo Chicaroni, réu da Operação Satiagraha, da Polícia Federal, serão ouvidas pelo juiz federal Fausto Martin De Sanctis, na 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo, nesta sexta-feira, 22. Outras duas testemunhas de Chicaroni serão ouvidas por carta precatória, uma delas em Brasília e outra provavelmente em Guarulhos, na Grande São Paulo.  Veja Também:Entenda como funcionava o esquema criminoso Veja as principais operações da PF desde 2003 As prisões de Daniel Dantas A Justiça Federal ainda não divulgou os nomes das testemunhas. As demais testemunhas de defesa dos réus Humberto José da Rocha Braz (seis) e Daniel Dantas (oito) serão ouvidas fora da capital paulista. De acordo com a Justiça Federal, Braz indicou duas testemunhas de Belo Horizonte, uma de Brasília e outras três que ainda não foram apresentados os endereços. Todas serão ouvidas por carta precatória. Daniel Dantas indicou quatro testemunhas da Bahia, uma de Brasília, uma do Rio de Janeiro, que também serão ouvidas por carta precatória, uma de Nova Iorque, nos Estados Unidos, e outra de Roma, na Itália, que serão ouvidas por carta rogatória. Os depoentes figuram como testemunhas de defesa na denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal, em que Humberto José da Rocha Braz, Daniel Dantas e Hugo Chicaroni respondem pela prática do crime de corrupção ativa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.