Testemunha de defesa depõe no caso TRT

O procurador José Ricardo Meirelles afirmou que o depoimento da testemunha Lúcia Helena Rosas de Avila Feijó, arrolada pela defesa dos empresários acusados de participação no desvio de verbas da construção do Fórum Trabalhista de São Paulo, não teve nada de relevante. "Ela (Lúcia) afirmou desconhecer os empresários Fábio Monteiro de Barros Filho e José Eduardo Teixeira Ferraz e falou, em seu depoimento, apenas sobre a idoneidade de Pedro Rodovalho Marcondes, com quem trabalhou acerca de 20 anos", declarou Meirelles. A outra testemunha que prestaria depoimento hoje em defesa dos empresários, Luiz Gastão Pais de Barros Leães, não compareceu. Segundo o procurador, Barros Leães foi dispensado pela defesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.