Tesouro: PLDO requer cuidado do governo com despesa

O secretário adjunto do Tesouro Nacional, Cleber de Oliveira, defendeu nesta terça-feira, 29, que o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO), que tramita hoje no Congresso Nacional, leva em conta a perspectiva de que o governo "olhe com cuidado e carinho" para o lado das despesas.

LAÍS ALEGRETTI E NIVALDO SOUZA, Agência Estado

29 de abril de 2014 | 14h37

Oliveira discursou em seminário na Câmara dos Deputados no lugar do secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, que não participa do evento. "O que temos para os próximos anos é continuidade do processo de consolidação fiscal", afirmou. "O projeto de lei que está hoje no Congresso estabelece que tenhamos meta fiscal compatível com equilíbrio macroeconômico, com trajetória declinante da dívida e com o papel positivo da política fiscal para a política macroeconomia e monetária como um todo."

"O PLDO traz inovações em relação ao projeto anterior, mas traz a mesma lógica dos projetos recentemente encaminhados ao Congresso, com perspectiva de crescimento econômico e perspectiva de que o governo olhe com cuidado e carinho o lado da despesa também", afirmou. Segundo Oliveira, as despesas com pessoal, previdenciária e com juros têm contribuído de forma positiva para melhorar a política fiscal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.