Termina seqüestro na região de Campinas

A fisioterapeuta Izabel Lopes, de 29 anos, filha de um dos sócios da Cerâmica Santana, da cidade de Pedreira, foi libertada pelos bandidos que a haviam capturado. A liberação ocorreu após o pagamento de um resgate - o valor a família não divulgou -, nesta madrugada, na rodovia Anhangüera, próximo ao município de Sumaré. Foi o 10º seqüestro registrado, só este ano, na região de Campinas. Izabel foi para casa, passa bem, mas não quis falar com a imprensa. A vítima foi levada na manhã de quinta-feira, quando a quadrilha invadiu a chácara da família, que fica no bairro Santa Edwiges. Como não conseguiu dinheiro, o bando levou, como refém, a fisioterapeuta. Após três contatos, a família decidiu pagar o resgate.A Policia Militar de Sumaré desconfiou de dois carros parados na rodovia, quando os seqüestradores se preparava para entregar Izabel. Houve perseguição e dois dos seis integrantes da quadrilha foram presos. Por meio deles, a polícia descobriu o cativeiro da fisioterapeuta, na periferia de Sumaré. No local foram encontrados duas escopetas, duas submetralhadoras, duas espingardas calibre 12 e dois coletes da Policia Civil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.