Termina rebelião na Casa de Custódia em Campos

Terminou a rebelião promovida por cerca de 180 detentos da Casa de Custódia em Campos, no norte do estado do Rio de Janeiro, realizada no início desta tarde. Os presos tiveram suas reivindicações atendidas. A direção da Casa de Custódia prometeu transferir nove detentos para o presídio Carlos Tinoco da Fonseca.Os detentos fizeram o agente penitenciário Aldemar Tavares refém e colocaram fogo nos colchões, o que também danificou o sistema elétrico e o teto na entrada da carceragem. Com barras de ferro e estiletes, os amotinados fizeram ameaças e reclamam da superlotação. A lotação da casa de Custódia é de cem presos e atualmente abriga 180 homens. Entre outras reivindicações está a transferência de nove presos condenados. Esta é a segunda rebelião na casa de custódiaeste ano. A primeira foi em março, quando dois agentes penitenciários foram feitos reféns e 29 presos conseguiram fugir.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.