Termina rebelião na cadeia de Leme

Depois de 12 horas de rebelião, os presos da Cadeia Pública de Leme, na região de Campinas, encerraram o motim. Os 84 detentos iniciaram a rebelião às 23 horas de ontem e chegaram a manter cinco reféns: um carcereiro e quatro visitantes. Os rebelados exigiam mais agilidade nos processos, maior tempo de visita e de banho de sol. O delegado João Batista e o juiz corregedor André Antonio Alcântara se comprometeram a rever os processos e concederam uma hora a mais para as visitas e para o banho de sol. Ninguém saiu ferido e os presos já estão nas celas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.