Termina rebelião em presídio no Rio; quatro detentos mortos

Quatro presos morreram e um policial militar ficou ferido no braço durante rebelião promovida por 270 detentos da Casa de Custódia Dalto Castro, em Campos, norte do Estado do Rio de Janeiro. O motim, que começou às 10 horas, foi controlado por volta das 12h pela polícia. Os detentos liberaram os soldados da PM Piludo e Junior, que eram mantidos reféns desde o início da rebelião. De acordo com a polícia, os quatro mortos ainda não foram identificados. O soldado Souza, ferido no braço, está sendo medicado no hospital Ferreira Machado. O comandante do batalhão de Campos, José Carlos Azevedo dos Santos, negociou com os presos a liberação dos reféns. Segundo os policiais, os detentos querem a volta do traficante de drogas identificado como Chuck, que foi transferido para um presídio do Rio. Quarenta policiais militares ainda cercam a Casa de Custódia Dalto Castro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.