Termina depoimento de Silvio Pereira à CPI dos Bingos

Terminou a sessão da CPI dos Bingos que ouviu o ex-secretário-geral do PT Silvio Pereira. Os últimos questionamentos foram feitos pelos senadores Tasso Jereissati (PSDB-CE) e Eduardo Suplicy (PT-SP). Ao responder a Jereissati, Pereira disse que o presidente do PT, Ricardo Berzoini, foi prepotente ao afirmar que ele deu a entrevista ao jornal O Globo por mágoa por ter tido que sair do partido por causa das denúncias de corrupção. "Foi prepotência do Berzoini, que não seria presidente do PT se não tivesse ocorrido esta crise", afirmou.O ex-secretário-geral afirmou que o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares agia com respaldo político da Executiva Nacional do partido, mas, segundo ele, não se discutia nesta instância detalhes das operações realizadas pelo ex-tesoureiro. "Em nenhum momento foi apresentado o valor da dívida do partido. Só se sabia que ela existia e que Delúbio dizia que buscava recursos na rede bancária." Mais uma vez Silvio Pereira afirmou na CPI que, embora acreditasse que a transcrição feita pela jornalista do que ele disse seja verdade, ele não sabia se correspondiam aos fatos as informações por ele relatadas. Questionado pelo senador Tasso Jereissati se já teria tido anteriormente outros momentos de delírio, Pereira disse que sim. Em resposta ao senador Eduardo Suplicy, Silvio Pereira disse estar disposto a falar a qualquer momento dentro do PT sobre os episódios em que esteve envolvido no passado. O depoimento de Silvio Pereira durou cerca de 6 horas e foi marcado por um início em que o ex-secretário do PT se mostrava bastante abatido e preocupado, falando mais pausadamente e reiterando, em todo o tempo, que não havia lido a entrevista publicada no Globo e que não confirmava se o teor do que foi publicado era verídico ou não. Quando falou sobre quem comandava o partido para a jornalista do Globo, Pereira disse que falava do período até o ano de 2002 e que este comando era eminentemente político.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.