Termina a rebelião da unidade Raposo Tavares da Febem

A rebelião dos internos da unidade Raposo Tavares da Fundação Estadual para o Bem Estar do Menor (Febem), iniciada na noite de domingo, terminou no início da madrugada de hoje. Não houve fugas nem de feridos graves, apesar da intervenção da Tropa de Choque e de policiais da Força Tática. Colchões foram incendiados e algumas dependências da unidade destruídas pelos rebelados. Segundo a Assessoria de Imprensa da Febem, os 109 internos se rebelaram por causa das mortes dos menores J.E.C. e R.P.S.G., ambos de 17 anos, ocorridas na manhã de ontem na unidade de Franco da Rocha. Os corpos dos dois adolescentes tinham sinais de perfuração e lesões na região da cabeça. As mortes dos internos que ocupavam a alta ?FX3? (onde ficam os mais agressivos) foram comunicadas aos monitores por volta as 6h30. Quatro horas mais tarde, a Tropa de Choque realizou uma revista na unidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.