‘Teria pesadelos com Kassab, imagine com Maluf’, diz Marta

Senadora esteve no encerramento do SPFW, onde concedeu entrevista ao ‘Estado’

Gabriel Perline, especial para o Estadão.com.br,

16 de junho de 2012 | 22h19

Marta Suplicy esteve no desfile de Samuel Cirnansck, que marcou o encerramento da 33ª edição da SPFW neste sábado, 16, e não deixou de falar sobre a atual estrutura do PT na disputa pela prefeitura de São Paulo, que anunciou ontem Luiza Erundina como vice de Fernando Haddad.

"Eu respeito a Luiza Erundina, mas discordo de que eleição seja uma disputa entre classes. É necessário melhorar os defeitos de Haddad", disse Marta, que preferiu não citar quais pontos o candidato do PT apresenta déficits. "Os índices que ele apresenta são muito baixos, falta consistência", completou.

A senadora atualmente ocupa o posto de vice-presidente do Senado e foi aconselhada por Lula, em dezembro de 2011, a desistir de se candidatar à prefeitura pelo PT e ceder a vaga a Haddad. "Eu estou quieta, jamais disse que não o apoio, apenas prefiro ficar na minha", disse.

Sobre o apoio de Paulo Maluf à chapa de Haddad nesta eleição, Marta ironizou o caso: "Eu pensava que teria pesadelos com o Kassab (prefeito de São Paulo, que chegou a se reunir com líderes do PT para negociar parceria), imagine agora com o Maluf (risos)". Questionada sobre o comentário, a senadora preferiu não responder.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.