'Teremos mais dinheiro para fazer a reforma tributária', afirma Dilma

Durante discurso, pré-candidata também defendeu que 'o Brasil precisa de desoneração fiscal'

Sandra Hahn - Agência Estado

15 de abril de 2010 | 15h58

A ex-ministra e pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, afirmou nesta quinta-feira, 15, que "a hora da reforma tributária chegou", durante palestra a 130 empresários na sede da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs). No discurso, também defendeu que "o Brasil precisa de desoneração fiscal", ao relembrar medidas adotadas para enfrentar a crise financeira mundial.

 

No contexto de combate à crise, Dilma citou que "provamos e sentimos na carne", numa referência à experiência de desoneração. "Mudou a visão de cada um de nós a respeito da importância da desoneração tributária", relacionou.

 

Em seu discurso, Dilma considerou fundamental a existência de um fundo de compensação aos Estados que serão afetados pela reforma tributária e defendeu que o contexto é favorável à mudança, citando as previsões de crescimento econômico. "Nós teremos mais dinheiro para poder fazer reforma tributária", analisou.

 

Ao abrir o evento, o presidente da Fiergs, Paulo Tigre, fez elogios à ex-ministra e afirmou que "não podemos perder a chance da lição da crise para incorporar uma ampla reforma tributária como parte essencial do desenvolvimento brasileiro".

 

Em entrevista após a palestra, Dilma não quis avançar sobre o possível modelo da reforma. "Temos que ter noção de que não se faz isso sem muito diálogo, sem muita conversa", enfatizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.