Ueslei Marcelino / Reuters
Ueslei Marcelino / Reuters

'Tive amplo apoio dos evangélicos', diz Bolsonaro a emissora religiosa nos EUA

Ele atacou opositores e disse que o impacto das 'ideologias de esquerda' foi 'o pior possível' para o País

Augusto Decker Bárbara Nascimento e Altamiro Silva Júnior, O Estado de S.Paulo

20 de março de 2019 | 12h17

O presidente Jair Bolsonaro disse à emissora de TV Christian Broadcasting Network (CBN), um canal religioso dos Estados Unidos, que teve "amplo apoio dos evangélicos" no Brasil. Ele destacou que esse grupo não tinha até recentemente uma pessoa para apoiar que partilhasse os mesmos valores e a fé.

Ele atacou opositores e disse que o impacto das "ideologias de esquerda" forai "o pior possível" para o País. O presidente afirmou que foi um deputado por 28 anos e que, politicamente falando, a verdade quase nunca existiu. "Meu sentimento é que as pessoas estão sedentas para saber o que a verdade era realmente."

Bolsonaro disse que em um casamento, se não houver a verdade, o relacionamento acaba rápido e, na política, é a mesma coisa. "O governo acaba rapidamente", disse ele.

Ele também falou que, assim como Donald Trump, também tem preocupações com a entrada indiscriminada de estrangeiros no país sem nenhum critério. Perguntado sobre a situação na Venezuela após as conversas com o americano, Bolsonaro disse que não falaria publicamente o que foi conversado reservadamente entre os dois líderes, mas observou que o republicano colocou "todas as opções na mesa". "E eu apoio em grande parte as decisões do governo americano", disse o brasileiro.

Bolsonaro também falou que estuda a possibilidade de mudar a embaixada em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém. Segundo ele, a decisão será tomada na hora certa e destacou que o presidente americano Donald Trump levou nove meses para fazê-lo. "Cada país tem o direito de definir onde é a sua capital, e a capital de Israel é Jerusalém. Estudamos a possibilidade de tomar essa decisão na hora certa. O presidente Trump levou nove meses para tomar essa decisão, eu estou só no meu terceiro mês", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
Jair BolsonaroIgreja Evangélica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.