Temporão é contra redução de idade para esterilização

Depois de participar do lançamento da Frente Parlamentar de Planejamento Familiar, na Câmara, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, criticou nesta quinta-feira, 12, os projetos de lei em tramitação no Congresso que reduzem a idade para a esterilização de mulheres. Uma das propostas é de autoria do coordenador da frente, deputado Maurício Trindade (PR-BA), que reduz dos atuais 25 anos para 23 anos a idade para laqueadura. "Somos radicalmente contra qualquer proposta no sentido de diminuir a idade para laqueadura. Isso não é planejamento familiar; é controle da natalidade", disse Temporão. Outro projeto é de autoria do senador Marcelo Crivela (PR-RJ), que diminui a idade para 18 anos. "Controle familiar existe na China, onde cada casal só pode ter um filho", rebateu Trindade.Segundo Trindade, a primeira-dama, Marisa Letícia - que não foi ao evento -, é "madrinha" da Frente Parlamentar.Temporão voltou a defender a realização de debates sobre a legalização do aborto no Brasil. "Essa é uma questão que tem de ser enfrentada por um amplo debate na sociedade e no Congresso. Todas as visões têm de se expressar de maneira clara. Não tenho posição fechada sobre o assunto", afirmou o ministro. "Defendo o livre debate. O Congresso vai decidir se trata do assunto em um projeto de lei ou em um plebiscito. Minha missão já cumpri. Coloquei a minha posição", observou Temporão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.