Temporão critica visão de Serra sobre área da saúde

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, criticou o candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, hoje (19) à noite, em Curitiba, dizendo que ele "olha a saúde apenas como atenção médica". "Isso é um grave equívoco", afirmou. "Saúde é muito mais amplo do que isso." Temporão esteve em Curitiba para participar de um ato de campanha política, reunindo-se com agentes de saúde que estão incorporados à campanha do candidato ao governo do Estado, Osmar Dias (PDT).

EVANDRO FADEL, Agência Estado

19 de agosto de 2010 | 21h31

Segundo ele, saúde não se faz apenas com assistência médica. "Quem pensa assim não entende nada de saúde", acentuou. Para Temporão, a saúde começa com mudanças na estrutura social, no emprego, na moradia, no saneamento, na qualidade de vida, na educação e na cultura, entre outras. "Qualquer governo que queira mudar e melhorar a saúde tem que trabalhar nas mudanças de base estruturais", reforçou. À plateia ele perguntou: "Dá para acreditar que essa mudança profunda vai continuar com a turma do FHC (ex-presidente Fernando Henrique Cardoso)?"

Ele destacou que a segunda dimensão da saúde é o sistema de saúde e, nesse caso, reconheceu, "tem que ser aperfeiçoado, qualificado e fortalecido". No discurso em favor da candidata à Presidência Dilma Rousseff (PT), ele afirmou que somente ela é a "garantia de que o Brasil vai continuar as mudanças fundamentais e qualificar a saúde colocando-a no centro das políticas sociais". "Em qualquer nível do sistema de saúde, se você comparar qualquer indicador, o governo Lula fez mais, muito mais", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.