Temporal causa destruição em cidades catarinenses

Ventos que chegaram a 100 quilômetros por hora, seguidos de forte chuva, atingiram 14 cidades de Santa Catarina na madrugada de domingo, e colocaram seis municípios em situação de emergência nas regiões Oeste e Planalto Serrano. O último relatório da Defesa Civil do Estado aponta quase 2.750 casas destelhadas e 950 pessoas desabrigadas. Dezenas de prédios públicos, entre eles escolas e creches, também foram atingidos. Lages, maior cidade do Planalto Serrano, enfrenta uma das piores situações, com 640 residências destelhadas, uma totalmente destruída e 16 moradores desabrigados. O abastecimento de água e energia elétrica ficou prejudicado em 25 bairros. Além de Lages, os municípios de Faxinal dos Guedes, Ponte Serrada, Vargem Bonita, Xanxerê e Abelardo Luz estão em situação de emergência, todos no Oeste. Em Faxinal dos Guedes, 800 moradores tiveram que abandonar suas casas e 16 pessoas sofreram ferimentos leves. Em Xanxerê, 600 residências foram atingidas e cinco destruídas, deixando 150 desabrigados. Hojeo dia foi de mais chuva em todo o estado, mas o sol deve voltar a aparecer a partir desta terça-feira. A entrada de uma frente fria fez cair as temperaturas, obrigando os catarinenses a saírem de casa agasalhados.

Agencia Estado,

27 Outubro 2003 | 17h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.